segunda-feira, 25 de junho de 2012

cartas que não volto a escrever


     Há hábitos que se perderam e me deixam tantas saudades. Um deles é este de enviar cartas. Hoje são os e-mails. Não quero desprezar a sua importância e carácter prático, mas tenho saudades de escrever cartas e recebê-las. Tenho saudades da magia que escrever em papel branco e colocar um folha de linhas por baixo decalcada a preto para ficar tudo direitinho, mas sem linhas. Tenho saudades do cheiro a papel e o sabor a cola do envelope que lambia antes de fechar. Saudades de esperar pela resposta e ir ver vezes sem conta à caixa do correio. Saudades de rasgar o papel do envelope na ansiedade de ver que mistério trariam aquelas linhas. Na verdade o que gosto nas cartas é a surpresa, é a espera e a magia da chegada. Gosto de pensar nelas sempre como boas noticias. 
     Às vezes apetece-me escrevê-las só pelo prazer, mesmo não tendo a quem as enviar ou alguém que tivesse paciência para lê-las.

    Love
    C.

1 comentário:

  1. Não poderia concordar mais :)
    Eu ofereço-me para receber as tuas cartas !
    <3

    ResponderEliminar